10 September 2022

8 minutos de leitura

O Futuro da Ubisoft: Portfólio e Visão Criativa

Hoje, a Ubisoft revelou o futuro da franquia Assassin's Creed, bem como uma gama de anúncios no mais recente Ubisoft Forward (confira o resumo do nosso Forward aqui). No palco central, os jogos foram o foco da apresentação. Já nos bastidores, a Ubisoft trouxe detalhes da estratégia para portfólio, visão criativa e operações dos estúdios.

Sandrine Caloiaro (gerente de portfólio), Fawzi Mesmar (VP editorial) e Marie-Sophie De Waubert (VPS de operações dos estúdios) conversaram com a Ubisoft News sobre a estratégia que posicionou a Ubisoft como uma empresa inovadora e revolucionária, movida por uma rede internacional de estúdios empoderados. Os tópicos da conversa foram variados, mas a mensagem central foi o "foco nos jogadores".

"Enquanto desenvolvedores, sempre buscamos entender as perspectivas e preferências dos jogadores.", disse Mesmar. "Procuramos cada vez mais interagir com os jogadores para entendê-los de forma mais profunda. Assim, nossos jogos poderão refletir escolhas [com foco nos jogadores]." "Nossa meta é satisfazer as expectativas dos nossos jogadores."

O Portfólio: Fortalecimento das Marcas Centrais da Ubisoft

Caloiaro, responsável pela recém-criada equipe de gerenciamento do portfólio da marca, acredita que uma filosofia com foco nos jogadores deve nortear não apenas os estúdios de desenvolvimento, como também as decisões relevantes ao portfólio. "Analisamos as expectativas gerais dos nossos jogadores e as principais tendências que querem seguir", disse Caloiaro. "Quais tendências da indústria podemos prever? Para encontrar a resposta, ouvimos os jogadores."

Caloiaro e a equipe de gerenciamento do portfólio da marca têm três metas principais, e a primeira é transformar o portfólio da Ubisoft em franquias midiáticas icônicas. A princípio, parece uma tarefa árdua, pois alcançar o status de "ícone" é um objetivo ambicioso, mas Caloiaro tem um plano meticuloso.

"Assassin's Creed, Far Cry e Rainbow Six são as joias da coroa do portfólio da Ubisoft", ela explicou, "são franquias próximas do status de 'ícone'.". Parte do plano tem foco criativo: garantir que os jogos das séries citadas tenham qualidade excepcional. Outra parte reflete os esforços transmídia da Ubisoft: trabalhar com cineastas, produtores e autores que respeitem as marcas.

A parte final do plano de Caloiaro é uma visão clara para cada marca, sob a tutela de pessoas como Marc-Alexis Cote (VP de produção-executiva de Assassin's Creed), figura central na apresentação de Assassin's Creed no Ubisoft Forward. "Renovamos a estrutura organizacional na Ubisoft para melhorarmos a abordagem de longo prazo das marcas, com uma visão clara para toda a franquia.", disse Caloiaro.

[UN] Ubisoft on the Future of its Portfolio and Creative Vision - IMG 1

Variedade sem Perder a Essência

Obviamente, as três marcas principais são sinônimos da Ubisoft, mas não representam em absoluto a visão do portfólio da empresa; Caloiaro também almeja fomentar mais variedade em um repertório já diverso. Entre os frutos da iniciativa, está o lançamento de jogos indie no Ubisoft+, o serviço de assinatura da Ubisoft, além de parcerias com desenvolvedores como a Nintendo (na série Mario + Rabbids). Contudo, a equipe não quer entregar variedade em detrimento da essência, disse Caloiaro. A prioridade dos desenvolvedores é criar experiências inovadoras para os jogadores.

"Temos interesses específicos.", ela disse. "Nossa meta é criar experiências que tragam um novo panorama para um gênero específico, acrescentando valor aos produtos disponíveis no mercado."

Por fim, Caloiaro e a equipe dela querem promover novas experiências sociais, pois a interação se tornou cada vez mais vital nos tempos recentes. "Para nós, é importante ter uma noção clara das experiências dos jogadores no mundo atual", disse Caloiaro. "Hoje em dia, muitos jogos... são ferramentas de socialização e criatividade. Queremos investir em tais aspectos por meio de jogos sociais por essência, com novas ferramentas e mecânicas para os jogadores soltarem a criatividade. E se expressarem."

[UN] Ubisoft on the Future of its Portfolio and Creative Vision - IMG 2

A Visão Criativa: Qualidade Excepcional

Mesmar, que entrou para a Ubisoft em novembro de 2021 como vice-presidente editorial, tem objetivos específicos para a visão criativa da Ubisoft. O primeiro é manter a competitividade da produção criativa da empresa em um mercado saturado. Cada produto precisa ter qualidade excepcional. "Hoje, os jogadores têm acesso fácil e ilimitado a todos os tipos de entretenimento", disse Mesmar. "Logo, qualidade é nossa prioridade."

Sendo assim, avaliaremos todos os jogos em desenvolvimento para garantir que cumpram os novos padrões de qualidade. Jogos precisam de aperfeiçoamento constante antes, durante e depois do lançamento, explicou Mesmar. "Além disso, estamos preparando análises retrospectivas para todos os jogos já lançados. Nossa meta é aprender e evoluir nossos métodos e fluxos de trabalho."

Tendo em vista a importância de revisões por pares, faremos painéis com especialistas de ramos diversos para avaliarem em anonimato os jogos da Ubisoft. "Queremos comentários abrangentes para os nossos jogos... Afinal, é a melhor forma de aprendizado."

A nova visão criativa também engloba o reconhecimento de que os jogos não precisam operar da mesma forma em todos os níveis. Foco é importante. "Hoje em dia, é impossível criar um jogo para todos os gostos. Nós, desenvolvedores, temos que aceitar isso", disse Mesmar. "Acho que um jogo com foco em um público específico é melhor. Logo, nosso objetivo deixa de ser a criação de jogos mais longos, expansivos e afins. Nosso foco passa a ser a melhor experiência possível para o gênero em questão."

O Feedback dos Jogadores é Vital

O feedback dos jogadores é crucial para a visão de Mesmar e da equipe Editorial da Ubisoft. Os comentários aprimoram cada marco do desenvolvimento de um jogo da Ubisoft. Segundo Mesmar, o diálogo com os jogadores tem sido constante. O compromisso da equipe editorial é responder aos comentários de forma a complementar o jogo em desenvolvimento e a mensagem em construção por parte dos desenvolvedores.

"No desenvolvimento de jogos, somos os advogados dos jogadores", disse Mesmar.

Mas o foco nos jogadores não se limita aos jogos. Oferecer um lugar de introspecção ou interação, um "terceiro lugar" fora do trabalho e do lar, é vital. Por ter crescido no universo do skate, Mesmar tem lugar de fala para afirmar que o ambiente do skatepark era tão importante quanto a atividade em si. "Muitas vezes, um dos caras quebrava a perna, mas aparecia de muleta só para curtir e bater papo com os amigos lá no skatepark", lembra Mesmar. "Você nem precisa interagir... É só um 'outro' lugar de convívio com pessoas que têm os mesmos interesses."

“[Queremos] criar um espaço amigável e receptivo para o jogador entrar, sair, rever os amigos e estabelecer laços sociais de qualidade."

A Estratégia

As futuras metas da Ubisoft, tais como expandir o portfólio ou concretizar a nova visão criativa, só serão viáveis dentro de um modelo operacional correto. O trabalho de Marie-Sophie De Waubert (VPS de operações globais) é gerenciar 17.000 criadores mundo afora. Para ela, a rede internacional de estúdios da Ubisoft, de Singapura a Milão, é um ativo inestimável. Ela explica que a colaboração entre estúdios é fundamental, pois promove uma troca de experiências e tecnologias.

"Um ótimo exemplo é a Ubisoft Shanghai. A equipe desenvolveu incríveis animações de fauna para a série Far Cry, sobretudo em Far Cry 6, e agora provê a mesma expertise em outro jogo AAA", disse De Waubert. Da mesma forma, o suporte da Ubisoft Singapore na franquia Assassin's Creed a partir do segundo jogo da série serviu de aprendizado para desenvolverem Skull and Bones. "Temos convicção que nosso modelo operacional garante enorme vantagem competitiva para a Ubisoft", disse De Waubert.

Tendo em vista o volume de estúdios sob a direção da Ubisoft, De Waubert acredita que é fundamental empoderá-los, independentemente do tamanho ou do legado. "Quer tenham surgido há cinco anos, como a Ubisoft Bordeaux, ou há 25, como a Ubisoft Montreal, cada estúdio é peça-chave para o nosso sucesso como um todo."

"Acreditamos no fomento de uma rede global de suporte às prioridades estratégicas e comerciais da empresa, mas provemos aos nossos estúdios autonomia e responsabilidade. A Ubisoft é uma empresa descentralizada por natureza. Para nós, é muito importante preservar a identidade dos nossos estúdios e a criatividade da nossa equipe. É uma parte enorme do nosso DNA," disse De Waubert.

[UN] Ubisoft on the Future of its Portfolio and Creative Vision - IMG 3

Trabalho Conjunto

Para concretizar nossa visão, Caloiaro, Mesmar e De Waubert mantêm diálogo constante. "É uma aventura coletiva de verdade. Uma aventura coletiva e humana," disse De Waubert. "Logo, no nosso nível, é crucial manter uma cultura de parceria." ("24 horas por dia?", brincou Caloiaro).

Com uma vasta gama de estúdios, criadores e projetos em desenvolvimento, vale a pena refletir: "O que define um jogo Ubisoft em 2022?" Ainda existe a tal da "fórmula Ubisoft"?

"Levando em conta os lançamentos deste ano", disse Mesmar, "fica evidente a variedade do portfólio da Ubisoft. Temos uma aventura intergaláctica com Mario e amigos, pilhagens com piratas inescrupulosos e atividades musicais com Rocksmith+ e Just Dance 2023 Edition."

"Basta olhar os exemplos para ver a diversidade do nosso portfólio. Logo, não é fácil dizer com precisão o aspecto que define um jogo da Ubisoft, fora a dedicação em oferecer aos jogadores as experiências mais divertidas."

Mais da Ubisoft

5 July 2022
29 June 20223 minutos de leitura

Mario + Rabbids Sparks of Hope chegará ao Switch em 20 de outubro

Um aliado improvável para Mario e seus amigos foi revelado, junto com os compositores do jogo.

Leia mais
16 March 2022
30 June 20221 minutos de leitura

Jogue Rabbids: Party of Legends

Os Rabbids voltam às suas raízes em um jogo de equipe totalmente novo que leva o caos multijogador a níveis míticos.

Leia mais